Edição 152.
Nas bancas de todo o Brasil.

Mediunidade e desenvolvimento energético
A importância de usar o pensamento e os sentimentos para transformar energias

   

Pesquisar

Login

Registre-se ou faça o login para receber nossos informativos.



Percepções parapsíquicas e mediúnicas
Escrito por Victor Rebelo   

Na abordagem que quero apresentar, a sensibilidade espiritual seria uma capacidade mais ampla que a mediunidade. Consciente ou inconscientemente, seria a capacidade de:

a) Perceber a presença de espíritos e a realidade dos planos mais sutis da existência;

b) Perceber a influência das energias que nos circundam, sejam elas oriundas diretamente de espíritos desencarnados e encarnados, da natureza ou agregadas em ambientes;

Leia mais...
 
Como melhorar sua sintonia espiritual
Escrito por Victor Rebelo   

Orações, meditação... técnicas e disciplina não bastam para nos colocar em sintonia com os espíritos benfeitores. Se não vivermos de acordo com a lei do equilíbrio e da harmonia, algo que só é possível desenvolvendo nossa capacidade de amar e tornando-nos mais sábios, a cada dia, não seremos capazes de interagir com os espíritos que já vivem essa realidade que tanto almejamos. Para haver comunicação, deve haver sintonia.

Leia mais...
 

Artigos no site

Das Macumbas à Umbanda

Pela quarta vez abordamos o tema Umbanda na revista Caminho Espiritual. Nesta edição nosso foco girou em torno da história do movimento umbandista, em especial, sobre os cultos que influenciaram a Umbanda em seus primórdios, como o Catimbó e a Macumba.

Falamos, também, de um assunto ligado a todas essas tradições e cultos: a magia. Claro que de forma introdutória, pois pretendemos dedicar, futuramente, uma edição inteira a este tema. Também faltou falarmos sobre o Candomblé, mas, é uma tradição tão ampla e complexa, e tão fundamental no desenvolvimento da Umbanda, que preferi deixar este estudo também para uma edição futura.

Os poucos conceitos teológicos de Umbanda que apresentamos nesta edição representam determinada escola ou raiz no movimento. Existem diferenças, é claro, em relação a outras linhagens na Umbanda. Todas merecem respeito e devem ser estudadas com imparcialidade pelo pesquisador sério de pensamento antidogmático.

Aproveitando, gostaria de falar agora um pouco aos médiuns...
Muitos médiuns que estão iniciando seu desenvolvimento na Umbanda podem se questionar quais são as atitudes que devem ter no dia de gira. A primeira atitude começa antes mesmo de o médium chegar no templo de Umbanda. Ao acordar, é muito importante elevar o pensamento a Deus, procurando  harmonizar-se com a natureza – interna e externa.

Alguns têm o hábito de  ler um trecho da Bíblia ou de outro  livro que contenha ensinamentos espirituais; outros têm o hábito da meditação, de práticas bioenergéticas ou da prece; e há, ainda, aqueles que projetam mentalmente seus afazeres do dia de forma positiva. Enfim, o médium deve fazer o que achar necessário para despertar com harmonia. Obviamente que não adiantará nada ter todo este trabalho, se na primeira contrariedade do dia ele não manter este padrão emocional.

Com relação à alimentação, o médium não deve encher o estômago com alimentos pesados e gordurosos, optando por refeições mais leves, com bastante verduras e frutas. Se sentir necessidade de comer carne, caso for permitido pelo dirigente espiritual, o faça com moderação. Bebidas alcoólicas ou tóxicos, nem pensar!

Relações sexuais: Está  é uma questão um tanto polêmica. Para mantermos o equilíbrio na vida, é necessário evitar os extremos e buscarmos o caminho do meio. Durante  a prática sexual, o ser humano realiza a grande alquimia da vida, em uma troca de energia que, se praticada com um profundo sentimento de amor, pode levá-lo a verdadeiros estados de êxtase espiritual.

A energia sexual, poderosíssima, é responsável  pela manutenção da vida. Em algumas tradições, como no tantra hindu, a prática sexual é considerada sagrada. Como vimos, não existe nada de errado com a energia sexual, porém, não aconselho o médium a ter  relações  sexuais no dia de gira. Convenhamos, que, quando fazemos sexo, somos envolvidos por nossos impulsos eróticos, alguns mais, outros menos sutis, e esse padrão emocional deixará nosso centro de força (chakra) sexual saturado de energias que não tem nada a ver com uma gira de caridade. Com certeza, o médium equilibrado saberá conter seus desejos até o momento adequado.

Com relação à higiene, o médium deve, sempre que possível, tomar  seu banho antes da gira, não apenas por uma questão de limpeza, mas para  que a água faça o devido descarrego de eventuais cargas energéticas mais pesadas que possam estar agregadas em sua aura. Para isso, podemos usar a força da vontade: imagine-se  em uma cachoeira, sentindo a água pura limpando “a alma” de toda perturbação.

Ao chegar no templo, lembre-se  de que você esta entrando em um local sagrado, onde espíritos benfeitores tiveram todo o cuidado ao preparar o  ambiente espiritual. Portanto, deixe de lado suas preocupações e ansiedade. Agora, seu principal objetivo deve ser o de servir de instrumento aos guias  espirituais. Além da atitude de respeito  ao templo que  te serve de abrigo, se você ainda não começou, comece a vibrar amor e serena alegria  em seu coração.

Paz e luz e bom trabalho!

Leia mais ...

Medite e viva melhor

Certa noite, sonhei que estava em uma cabana, que mais parecia uma tenda ou quiosque, participando da tradicional cerimônia japonesa do chá.

Leia mais ...

Sonhos e profecias

Se a lembrança das vidas passadas e o conhecimento do futuro fossem de essencial importância para o progresso do homem encarnado, a natureza teria nos dotado de um sentido para tal.

Vejamos, então, o que nos falam os espíritos sobre o conhecimento do futuro, nas questões 868 a 871 de O Livro dos Espíritos. Dizem-nos eles que, em princípio, o futuro é oculto ao homem e só em casos raros e excepcionais permite Deus que seja revelado. A finalidade de se conservar o futuro oculto ao ser humano reside no fato de que, se o conhecêssemos, negligenciaríamos o presente e não obraríamos com a liberdade com que agimos, porque nos dominaria a idéia de que, se uma coisa tem que ocorrer, inútil será ocupar-se com ela, ou então procuraríamos obstar que tal coisa não acontecesse.

Leia mais ...

Como surgem as doenças?

No livro Mãos de Luz, a curadora norte-americana Barbara Ann Brennan apresenta um raciocínio muito interessante: “Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é”. De fato, todas as vezes que nosso corpo apresentar alguma “doença”, isto deve ser tomado como um sinal de que alguma coisa não está bem.

Leia mais ...

Nós temos 70 visitantes e 1 membro online